Eu estava refletindo como algumas coisas não perdem a graça com o passar do tempo, mesmo depois que nós crescemos. Uma vez falaram que eu tinha que parar de ler livros de menininha e ler “50 tons de cinza” que era melhor pra minha idade (ZZzzzZZZzzzZZZ) e esses dias uma menina me perguntou quantos anos eu tinha por estar assistindo (empolgada) ao novo filme da Disney. Acho que a maioria daqui sabe que eu estou prestes a fazer 22 anos e não tenho vergonha nenhuma em gostar/usar/ser as coisas da Disney ou derivados.

Acho que esse pessoal que se acha tão maduro por não gostar de coisas que também são voltadas ao público infantil (lembrando que eu disse também e não apenas) acaba esquecendo que tudo que você é hoje, foi por conta das coisas que você pode aprender no passado. É como diz aquela música do Cidade Negra “Já que pra ser homem tem que ter, a grandeza de um menino” ♪. E é verdade, eu fui em uma palestra esse mês, e lá o cara comentou que para você ser uma pessoa motivada, um dos quesitos básicos era manter sempre viva a criança que existia em você. Não deixe de achar graça nas coisas simples da vida.

Tenho mais barbie que roupa no meu quarto, minha estante está lotada de livros YA (young adult) e bonequinhos, sei de cor a maioria das falas de qualquer filme da disney, ainda sei a maioria das coreografias de rebelde, coleciono lápis de outros países, tenho todos os adesivos de caderno guardados e gosto de qualquer coisa que seja rosa ou fofa e nem por isso eu deixo de pagar minhas contas no final do mês, de me formar com méritos na faculdade ou qualquer outra coisa de destinada a “gente grande”.

Só acho que julgar uma pessoa pelo que ela gosta, não te faz melhor do que ninguém, pode até mostrar que você cresceu, mas não amadureceu e tem é muito medo do que as pessoas vão pensar e/ou dizer de você. Pode ser clichê, mas você não pode mesmo mudar quem você é, muito menos deixar de gostar de coisas “bobas” que te fazem feliz, só para não ouvir comentários desnecessários de terceiros, sendo que a única diferença deles pra gente é que não temos vergonha de falar que amamos a Disney e todos os derivados dela. E digamos a verdade: somos muito mais felizes que qualquer um e até mais adultos em assumir isso sem nenhum problema!

Anúncios